COMO ECONOMIZAR nos preparativos da sua VIAGEM!

Agora que você já sabe alguns truques e dicas de como economizar para fazer aquela tão esperada viagem, vou dar dicas de como economizar nos preparativos dela!

(As dicas desse post estão mais voltadas para uma viagem para Orlando, mas você pode adaptar para qualquer outro destino.)

Não é um mistério nem um bicho de 7 cabeças. Todas as dicas envolvem um BOM planejamento. Viajar é sim um investimento e você não quer se jogar de cabeça nem estar despreparado.


1. ESCOLHA DA DATA:

Sim! Pode parecer algo simples decidir quando você quer/pode viajar, mas a escolha da ida para Orlando pode influenciar MUITO nos seus gastos. A não ser que você tenha férias em datas fixas / só possa ir nas férias das crianças, tente ir a Orlando nos meses de baixa temporada. Os meses de férias escolares no Brasil são a alta temporada em Orlando, e obviamente isso deixa tudo fique mais caro. Além de baratear os custos, na baixa temporada você também pega parques mais vazios, menos filas nas atrações e outlets com menores multidões.


2. BUSCA POR PASSAGENS:

As passagens aéreas consomem boa parte dos gastos de uma viagem. E o que pode influenciar no valor delas? Dias da semana, número de escalas, aeroporto, bagagens extra, classe de passageiro... Passagens mais baratas são encontradas nas baixas temporadas, e obviamente, na alta temporada os preços sobem (ainda mais se quiser visitar os parques nas épocas de Natal e Ano Novo).

"Então como posso gastar menos?"

Tenha FLEXBILIDADE e comece a procurar voos com uma antecedência de 4 a 6 meses (isso também ajuda na hora de pagar: tente quitar suas parcelas antes da viagem, assim você pode curtir suas férias só com os gastos que terá por lá!).

Às vezes pode acontecer de ter promoções mais perto da sua viagem... Fique de olho em sites de promoção como por exemplo o Melhores Destinos

Pesquise muito sempre!

● Para os que preferem comprar tudo separado: olhe voos diretamente no site das companhias aéreas.

● Para os que preferem comprar pacotes com agências de viagem: compare os pacotes oferecidos e valores totais entre diferentes agências.

Não deixe de comparar os valores oferecidos pelas agências com os gastos que teria fazendo tudo individualmente. (Nos últimos 5 anos, tenho feito minhas viagens comprando tudo separado: passagens, hospedagens e ingressos por minha conta, sem usar agências, e isso barateou bastante. Mas dá um trabalho maior. Vale colocar na ponta do lápis se você prefere ter esse "desgaste" ou se prefere deixar na mão de agências para não ter que ficar de olho em tudo.)



3. HOSPEDAGEM: DENTRO OU FORA DA DISNEY?
HOTEL OU AIRBNB?

Essa é uma das maiores dúvidas de quem viaja para Orlando. E a verdade é que cada escolha vai impactar de uma forma na sua estadia por lá. Então vamos por tópicos:

● fora da Disney/Universal:

> Hotel:
é sim a forma mais confortável de acomodação, ainda mais para quem faz reserva com direito a café da manhã (o que pode encarecer um pouco o valor da diária). O bom de ficar em hotel é o conforto de não precisar arrumar a cama, ter sempre o quarto arrumado na volta do parque, e como disse anteriormente, não precisar se preocupar em comprar itens para fazer o café da manhã.

Alguns hotéis também contam com serviço de traslado para os parques (sejam eles Disney, Universal ou Sea World) e até para alguns outlets: alguns já estão inclusos na estadia e outros são pagos à parte.

O maior "problema" de ficar em hotéis fora dos complexos dos parques é que para se deslocar, você precisará alugar um carro/ou ir de Uber (fiz isso na última viagem), visto que o transporte de Orlando é muito precário. Alugar carro é um custo a mais (o aluguel é por dia de uso) e a maioria dos hotéis cobra o estacionamento. Além disso, caso resolva ir de carro para os parques, também terá que pagar o estacionamento, que circula na faixa dos US$ 25.00 (clique aqui para ver todos os valores).

Outro gasto que terá com o aluguel de carro será o combustível: você precisará gastar com gasolina/diesel etc e na hora de devolver o carro às locadoras, precisará encher o tanque.

Eu já fiquei nos hotéis Rosen Inn e Wyndham (é só clicar no nome de cada um para saber todos os detalhes).

Em relação ao Uber, é uma forma prática para quem não dirige ou não quer alugar carro. Maaaas o custo vai variar de acordo com o dólar. Como o valor será pago somente na chegada da fatura do cartão de crédito, pode ser que saia mais barato OU mais caro que o aluguel (dependendo da quantidade de vezes que você usar o serviço).

> Airbnb ou casa alugada:
é uma boa escolha para quem vai com grupo de amigos ou em família. Ter uma casa só para o seu grupo deixa tudo mais íntimo: como o lugar fica só para você e sua família/amigos, todo mundo se sente mesmo em casa, cada um tem seu quarto, dá pra relaxar na sala... Mas também tem uns poréns...

Assim como a hospedagem em hotel, você também precisará de carro para se deslocar (ver detalhes no tópico acima ). A única diferença é quem em casas/Airbnb você não precisará pagar o estacionamento.

Em relação às refeições, ficando em casas/Airbnb você terá que se preocupar em comprar itens para café da manhã, almoço ou janta. Em hotéis existe a praticidade de ir em algum restaurante, bar ou cantina dele mesmo, mas em casa você terá que ver se prefere comprar tudo para fazer por lá (e até mesmo lanches para levar para o parque, se quiser) ou deixar para fazer as refeições fora de casa: seja nos parques, restaurantes de Orlando, outlets...

● dentro da Disney/Universal:

se hospedar dentro do complexo dos parques, seja ele Disney ou Universal, é sim ou pouco mais caro do que as hospedagens acima. Porém, de tempos em tempos, surgem promoções para os hotéis dos parques. E além das promoções, existem formas de baretear a viagem caso queira ficar dentro da Disney.

Estando dentro dos hotéis do Walt Disney World, o guest tem transporte de graça para os parques, Disney Springs e outros hotéis (e pode assim devolver o carro caso não pretenda sair do WDW). Além disso, existem combos que você pode contratar de hospedagem + refeição (os "dinning plans").

Como o guest já está dentro da Disney, é muito comum ver roteiros feitos em 2 partes:
1ª) se hospedar fora da Disney / contratar carro e ir para outlets e os outros parques,
2ª) se hospedar dentro da Disney / devolver o carro e fazer os parques do WDW.
(Você pode inverter essa ordem se preferir!)

"Mas, Gabi... se eu deixar para ficar dentro da Disney no final da viagem, como faço para ir até o aeroporto na hora da volta?"

A Disney tem o Magical Express, que é um transporte que buscar e leva o guest até o aeroporto.

(para detalhes sobre se hospedar dentro da Disney e todos os benefícios e comodidades, CLIQUE AQUI!)





4. CARRO: ALUGAR OU NÃO?

Como disse acima, o aluguel do carro vai depender da sua necessidade. 

Se for ficar em hotel fora do complexo dos parques, casa ou Airbnb, recomendo o aluguel de carro para se locomover por Orlando.

Se ficar dentro da Disney ou da Universal, não tem necessidade de carro se você só for a parques e ao Disney Springs ou CitiWalk.

Caso queira ir a outlets, mercados (Walmart, CVS, Wallgreens etc.), e outros locais fora de Orlando (como por exemplo o Busch Gardens, que fica em Tampa), aí terá que alugar carro.

Uma opção é dividir sua hospedagem, como mencionei no tópico anterior.



5. INGRESSOS DOS PARQUES:

Muita gente pensa que deixar para comprar os ingressos em Orlando é mais fácil. Não não não... Não faça isso! Comprar os ingressos de parques antecipadamente, ainda no Brasil, é a melhor coisa a se fazer e ainda interfere em muitas coisas da viagem. Vamos lá!

Existem combos e promoções de ingressos que só são vendidos no Brasil (por exemplo: a Universal tem ingressos 2-Park 2-Day com 3 dias adicionais, então são 5 dias de parque). A Disney também tem diversas promoções de ingressos. Eu mesma nos dois últimos anos comprei o 4 + 2 da Disney, que me dava então 6 dias de parque pelo preço de 4.

Em relação à Disney, comprar o ingresso com antecedência tem um benefício super importante e que vai impactar muito no seu roteiro e andamento do parque. Os guests que ficarem fora da Disney podem marcar Fast Pass com 30 dias de antecedência, e quem ficar dentro da Disney, tem 60 dias*. Isso é imprescindível! Marcar FP+ para 3 brinquedos por parque agiliza muito no seu roteiro. Não existe mais "mês vazio" na Disney, e sim "menos cheio", então quanto mais organizado for o seu roteiro e quanto mais atrações que têm grandes filas você tiver o "fura-fila", melhor pra você! E você só pode fazer isso se tiver os ingressos antecipados. 

6. INTERNET:

"Devo ou não comprar um chip de internet?"

Essa é uma das questões mais pessoais, mas vamos lá. Geralmente os passeios por Orlando ou são parques, ou restaurantes ou outlets. Todos esses lugares têm Wi-Fi liberado. TODOS! E os hotéis também têm internet. Por isso, acho a compra de chip de internet um gasto extra e sem necessidade (a não ser que você realmente precise da internet para falar com alguém urgente ou trabalhar remotamente).

"Mas, Gabi, preciso usar o Google Maps para ir até Tampa, como faço?"

O Google Maps tem uma ferramenta (Mapa Offline) na qual você delimita no mapa a região que você vai viajar e precisar das rotas e você, aqui mesmo no Brasil antes de viajar, faz o download desse mapa no seu celular. Dessa forma, você não precisa usar a internet por lá. O mapa já vai estar salvo e pronto para ser usado sem internet! Veja o vídeo abaixo! Eu te mostro o passo a passo! ⬇⬇⬇



DICA BÔNUS!

Antes de viajar, organize uma planilha de gastos. Pode ser até uma tabelinha ou lista simples... Nela anote:

● valores pagos de passagem/hospedagem/aluguel de carro (ou não)/ ingressos,

 se pagou em parcelas, à vista, quanto falta para as últimas parcelas, se vai conseguir viajar com todas as parcelas já quitadas,

 gastos extras: passeios fora da rota dos parques, museus, visitar guiadas,

 tudo que pretende comprar + valores no Brasil e valores nos EUA (não esqueça de incluir as taxas!) para comprar se realmente vai valer a pena,

 quantia de dólar que pretende usar para compras,

 quantia de dólar que pretende gastar por dia com: refeições e transporte (caso use Uber).

Veja exemplo abaixo da tabela que eu geralmente monto com todos os meus gastos.


*as dicas dadas são para épocas normais de parque. Sabemos que com a pandemia, o sistema de FP+ da Disney está diferente >> você pode ler mais informações AQUI*

E, aí, prontos para planejar?
Qualquer dúvida, é só escrever nos comentários!
Se tem outras dicas, também comente abaixo!

----------------

Não esqueçam também de me seguir no Instagram para mais conteúdos! E no YouTube para vídeos das rides, dos parques e dos hotéis!

Até o próximo post.
ºoº

Postar um comentário

0 Comentários